terça-feira, 12 de julho de 2011

Quando os filhos se casam....

Alexandre e Priscilla


Quando os filhos de casam

Minha filha Isabella completa neste mês um ano de casada. Há cerca de um ano ganhamos mais um filho, nosso amado genro Raphael. No dia 16 de julho eu caso meu filho Alexandre. Priscilla, a princesa que Deus reservou para ele, também já tem em nosso coração seu pedaçinho de filha.

Não é fácil quando os filhos se casam e deixam nossa casa. Na verdade é uma grande mudança tanto para os filhos quanto para os pais. Mas quando entendemos que os filhos não são nossos, são de Deus e que o Pai Celestial tem propósito para cada um deles, as coisas mudam.

Criamos os filhos com dedicação. Os criamos para seguir o caminho que Deus trilhou para eles. E não há melhor propósito em Deus do que o de formar uma família. Quem de nós, pais, não sente um frio na barriga ao se lembrar de nossos casamentos? Que sentimento de vitória nos dá, lembrar dos primeiros desafios da vida de casados e da primeira gravidez! Tudo é novo! Tudo é dádiva de Deus!

E porque não permitir que nossos filhos participem de experiências tão maravilhosas? É preciso neste momento ter sabedoria e equilíbrio, tornando este momento de “saída do ninho” um momento especial, alegre e marcante.

É importante salientar que o momento do casamento dos filhos deve realmente representar um rompimento com os pais em algumas áreas. Isto para que o filho possa entrar de forma saudável no casamento.

“Por isso, deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se dois uma só carne”. (Gn 2:24)

Três aspectos são importantes: o deixar GEOGRÁFICO, o deixar EMOCIONAL e o deixar, FINANCEIRO. Cada um destes “deixar” tem um valor fundamental para a nova etapa da vida de nossos filhos.

Creia, o rompimento nem sempre significa o final de uma estrada, ele pode definir uma nova estrada após uma ponte.

Pra Iara Diniz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário